terça-feira, 9 de março de 2010

Samba do romance perfeito





Porque você toca em seu violão
As canções que trago na recordação.
Só você lê as minhas poesias
E lhes dá sentido com tuas melodias.
Morre de rir com as minhas piadas
Mesmo sem achá-las assim tão engraçadas.
Dorme com o corpo colado ao meu na cama
Não fecha os olhos sem dizer que me ama.
Tem tanto cuidado com nossa amizade,
Tem tanto respeito à nossa liberdade
Leu todos os livros que já li na vida.
Filme que não vi não assistiu ainda.
Adora comer a comida que faço,
Quando come algo bom me guarda um pedaço.
Faz vista-grossa para meus defeitos
Seus elogios são sempre suspeitos.
Me abraça mais forte quando me sinto só
E em minha garganta logo se forma um nó.
Por ter encontrado alguém tão singular
Com tanta disposição para me amar.

4 comentários:

Shi Oliveira. disse...

Texto lindo! :)

Tao boa essa cumplicidade. Seja aparentemente rasgada, assumida, ou nem tanto assim. Porque o que importa na verdade, e que as pessoas se sintam amadas, queridas e respeitadas, nao importa o contexto.
Um beijo. =}

Anônimo disse...

Meu amado Lucas, acho q vc conseguiu o improvável... Eu resumir tudo q eu sinto com esse texto de uma forma bem objetiva.
O nó na garganta se desfez enquanto as lágrimas rolam pelo meu rosto. Tocou-me profundamente. Obrigada pelo lindo texto, q vc nos dá felicidade de dividir conosco.
L.

Nane =) disse...

Luquinhas... parece que fez isso pra mim... tou vivendo 'quase tudo' isso no meu mais novo romance. eh taum perfeito, eh taum mágico.
esse nó na garganta tenho direto. hehehehe bjo... tou te seguindo!

Bjo Elane

Nato disse...

Wol gostei muiito daqui
belo texto,,..

te segui!!
se der passa lah!!

CAOS MUNDIAL - CLICA AQUI, SEGUE E COMENTA